Grande incentivador de delações, Youssef deixa cadeia

O doleiro Alberto Youssef irá para casa, nesta quinta-feira (17), após dois anos e quatro meses preso na sede da Polícia Federal, em Curitiba. Responsável pela lavagem de dinheiro que saía ilegamente da Petrobras e por repasse de propina, ele foi o terceiro réu a fazer um acordo de delação premiada, durante a primeira fase da Lava Jato.
 quanto antes ele falasse, melhor seria. Após contratar o mesmo advogado do doleiro, Figueiredo Basto, em dois meses Chambinho já cumpria prisão domiciliar. A contratação também foi feita pelo o ex-deputado Pedro Corrêa, que hoje aguarda homologação do acordo.
Segundo procuradores, embora nunca tenha sido dada para Youssef a missão de defender a delação, eles julgam que o doleiro tirou vantagens dessa situação. Seu advogado, Tracy Reinaldet, acredita que seu cliente não foi incentivador. "Ele gosta de resolver problemas. Teve quem resolvesse a vida sem fazer colaboração na Lava Jato?", comenta. (NM). Foto: AP
Share on Google Plus

About Valéria Reis

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário