De olho na presidência, Ciro Gomes quer governadores do PT; PMDB e PSDB se unem para conter nova frente

SÃO PAULO - As eleições municipais de 2016 mal terminaram, mas as movimentações para o pleito presidencial daqui a dois anos já são bem explícitas. Conforme destaca o jornal O Estado de S. Paulo desta terça-feira, diante da derrocada do PT na disputa eleitoral e incertezas quanto à candidatura do ex-presidente Lula, o grupo político do ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) já negocia com governadores petistas a migração deles para outros partidos que integram seu projeto presidencial. 
De acordo com o jornal, a negociação está mais avançada no Ceará, Estado de Ciro e em cuja capital, Fortaleza, ele conseguiu eleger o seu candidato, Roberto Cláudio (PDT). O governador petista Camilo Santana busca integrar o projeto de Ciro via PSB. Segundo a publicação, ele já conversou com o presidente do partido, Carlos Siqueira, e aguarda uma definição do cenário eleitoral para tomar a decisão. Uma das possibilidades  é de que ele possa disputar o Senado pela sigla em 2018, o que abriria espaço para o ex-governador Cid Gomes (PDT), irmão de Ciro, concorrer novamente ao governo.
A ideia de interlocutores de Ciro é que, a partir do Ceará, outros governadores do Nordeste também integrem o seu projeto de chegar ao Planalto. 
O PMDB e o PSDB, que planejam juntar forças para a campanha nacional de 2018, estão de olho nas movimentações de Ciro Gomes, uma vez que avaliam que essa nova frente pode se tornar uma novidade com apelo eleitoral, especialmente em meio ao quadro de desconfiança com relação aos políticos tradicionais. 
Por isso, informa o jornal, esses partidos querem reunir o maior número de aliados, especialmente o PSD, do ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, para se fortalecer. Entre os tucanos, José Serra é o presidenciável mais próximo de Kassab. Aécio Neves tem boa relação. Já Geraldo Alckmin, quase nenhuma. (InfoMoney)Foto: O Dia
Share on Google Plus

About Valéria Reis

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário