Marchezan dá prazo de um ano para Carris equilibrar contas, diz delegada sindical

Prefeito eleito de Porto Alegre disse que vai privatizar estatal se não der lucro

O prefeito eleito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr. (PSDB), deu prazo de um ano para que a Carris consiga reequilibrar as contas para evitar uma possível privatização. Conforme a delegada sindical Rosângela Machado, o tucano conversou com servidores, durante a campanha, sobre o déficit de mais de R$ 50 milhões.
“O candidato Marchezan nos informou que daria um prazo de um ano para a empresa se reerguer para então pensar em privatização. E nós nos colocamos à disposição dele para juntos resgatar a Carris de antigamente. Nos posicionamos também de que a Carris precisa reformular a gestão. O essencial é diminuir o prejuízo pra começar a dar lucro”, disse Rosângela. A delegada sindical afirmou que funcionários temem a privatização da empresa, já que muitos atuam há décadas e gerações.
Em entrevistas, Marchezan não deu prazos para uma possível privatização da estatal. No entanto, o futuro prefeito de Porto Alegre afirmou que, se a empresa não der lucro, será privatizada. “Não é meta de governo, não é plano de governo privatizar. Isso é resumir o plano de governo. Se ela der prejuízo, (vai ser privatizada) por mim ou pelo próximo prefeito”, afirmou.
Conforme Marchezan, a previsão é de que a Carris feche com saldo negativo superior a R$ 50 milhões em 2016. “Com R$ 50 milhões a mais, Porto Alegre se torna uma cidade muito mais segura”, destacou ele. (Rádio Guaíba). Foto: Samuel Maciel

Share on Google Plus

About Valéria Reis

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário