Temer diz que governo “não é infalível”, mas até o momento "não errou muito"

O presidente Michel Temer disse hoje (24) que seu governo incentiva que a oposição e a mídia façam críticas às medidas adotadas pela sua gestão, e que isso além de fazer parte da democracia, pode até ajudar na tarefa de governar o país, uma vez que a administração “não é infalível”. As afirmações foram feitas durante o anúncio de mudanças no Cartão Construcard, uma linha de crédito da Caixa Econômica para compra de material de construção em lojas credenciadas.
“O governo não é infalível. Na verdade, acho que até agora não erramos muito, não é?", disse o pesidente. "A ideia do diálogo é o que sintetiza este governo. O diálogo acentuado que tivemos com o Congresso Nacional permitiu que aprovássemos a PEC do Teto dos Gastos. Claro que há objeções, o que é natural, até porque democracia é isso. Mas temos o apoio do Congresso Nacional”, ponderou Temer.
Ele disse não se lembrar de nenhuma Proposta de Emenda à Constituição que tivesse sido aprovada por número tão significativo como a PEC dos Gastos Públicos. “Eram necessários 308 votos e nós obtivemos 366 logo no primeiro turno, sem nenhuma alteração na proposta que enviamos. Isso significa um apoio extraordinário”, festejou, em referência à aprovação da proposta na Câmara dos Deputados e que agora tramita no Senado. 
Sobre as críticas, Temes disse que elas não agridem o Executivo como alguns pensam. "Agride coisa nenhuma, ao contrário. Nós até incentivamos, que democracia é isso. Quando você tem contrariedade, controvérsia, oposição, muitas e muitas vezes a fórmula, a proposta feita pela oposição, ou pela imprensa que seja, isto ajuda o governo". ABr/Foto: ABr
Share on Google Plus

About Valéria Reis

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário