Deputado vai à PGR contra mudanças na decoração do Alvorada

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) pretende protocolar uma representação junto à Procuradoria Geral da União para contestar mudanças na mobília do Palácio da Alvorada. A reforma inclui retirada de móveis vermelhos e instalação de uma rede de segurança para Michelzinho, filho de 7 anos do presidente Michel Temer.
Segundo informações do site Poder 360, o petista quer abrir a ação nesta semana. Um decreto assinado em 1990 pelo então presidente Fernando Collor define regras sobre o Palácio da Alvorada. Uma delas é que “que não sejam alteradas a estrutura e a fachada do edifício, nem desvirtuados seus espaços interiores, de forma a não modificar a sua concepção arquitetônica original”.
Segundo o ex-secretário-executivo da Comissão de Curadoria dos Palácios do Planalto e da Alvorada Claudio Rocha Soares, as mudanças de mobília vêm sendo feitas com base em "gostos pessoais" do presidente e da primeira-dama, Marcela Temer.
“O palácio é um prédio público, tombado. Não faz o menor sentido esse tipo de interferência num espaço público”, defendeu Rocha. (Poder) (NM) Foto: ABr
Share on Google Plus

About Valéria Reis

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário